Políticas Públicas para coleta e tratamento de esgoto garantem a preservação do meio ambiente e a saúde da população

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Capivari realiza investimentos para aperfeiçoar a coleta e o tratamento do esgoto doméstico com diversas obras que garantem a preservação do meio ambiente e a despoluição dos corpos d’água do rio Capivari.

Todos os investimentos que estão sendo realizados evitarão que o SAAE seja penalizado com elevadas multas pelo não cumprimento do Plano de Bacias PCJ, cujas obras deverão estar prontas até 2020.

Segundo o superintendente do SAAE, José Luiz Cabral, essas multas, com certeza, serão superiores a R$ 1 milhão por ano, pois o não cumprimento resultará em um TAC – Termo de Ajustamento de Conduta junto ao Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente (GAEMA). “O TAC, além de obrigar a realização das obras em curto espaço de tempo, ainda resultará na aplicação das multas, e as ações pró-ativas, abaixo elencadas, tem por objetivo a preservação do erário público”, ressalta Cabral.

Convém destacar o esforço da autarquia em conquistar recursos extra-orçamentários, junto aos órgãos governamentais, com o objetivo de não onerar os municípes, cabendo-lhes apenas a contrapartida (algo em torno de 10%).

Para o engenheiro ambiental do SAAE, Caio Kerches, ”todas as obras que estão em andamento proporcionará a capacidade de tratar esgoto de até 75 mil habitantes e com todas as obras chegaremos a tratar 90 % do esgoto coletado”, ressalta.

Com estas medidas de saneamento básico, é possível garantir melhores condições de saúde para as pessoas, evitando a contaminação e proliferação de doenças. Ao mesmo tempo, garante-se a preservação do meio ambiente.

Estão em andamento as seguintes políticas públicas:

ETE Castelani – População atendida: 15 mil habitantes –

Em construção – previsão conclusão 1º semestre de 2016.

Valor envolvido: R$ 4 milhões.

Bairros: Castelani, Bosque dos Pinheiros, Jardim Branyl, Jardim do Bosque

Objetivo: despoluir Córregos Arroio e Agua Choca

 

Coletor Tronco Caraça – População atendida: 10 mil habitantes

Valor envolvido: R$ 2 milhões

Bairros: Distrito Novo Tempo, São Pedro, Ribeirão, Santa Rita

Objetivo: despoluir o Córrego Agua Choca (afluente do Rio Capivari)

Destino: ETE Castelani

 

ETE Central e Coletor Tronco – população atendida: 30 mil habitantes

A ser construída pelo Governo do Estado

Valor envolvido: R$ 15,3 milhões

Bairros: Centro, parte do Santo Antônio, Genova, Pipeiro, Rossi, Nova Capi, Flamboyant, Clemente

Objetivo: despoluir o córrego Agua Choca e Rio Capivari

 

Coletor Tronco Lava-pés – População atendida: 10 mil habitantes

Em construção – previsão conclusão 1º semestre de 2016

Valor envolvido: R$ 1,5 milhões

Bairros: Santa Maria, Vila Fatima, Nova Aparecida, São Domingos

Objetivo: despoluir o Córrego Lava-pés (afluente do Rio Capivari)

Destino: ETE Central

 

Ampliação e Melhoria ETE Porto Alegre – população atendida: 12 mil habitantes adicionais

A ser construída – previsão 2016/2017

Valor envolvido: R$ 5,9 milhões

Bairros: Res. Santo Antônio, Jd. Primavera, Moreto, Padovani, São Marcos Morada do Sol.

Objetivo: despoluir o Rio Capivari

 

Tronco Capivari – População atendida: 14 mil habitantes

Em construção – previsão 2016/2017

Valor envolvido: R$ 4,8 milhões

Bairros: Res. Santo Antônio, Jd. Primavera, Moreto, Padovani, São Marcos Morada do Sol.

Objetivo: despoluir o Rio Capivari

Destino: ETE Porto Alegre

 

ETE DIC1 – população atendida: 5 mil habitantes

A licitar em 2016

Valor envolvido: R$ 2,0 milhões

Objetivo: despoluir o Rio Capivari

 

Rede de Esgotos DIC1 – População atendida: 5 mil habitantes

Em construção – obra concluída

Valor envolvido: R$ 0,7 milhões

Destino: ETE do DIC1