Capivari conquista R$ 15 milhões para tratamento de esgoto

Programa “Água Limpa” implantará sistemas de tratamento de esgoto em municípios com até 50 mil habitantes

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) assina hoje, 2, em cerimônia às 12h30, na Câmara Municipal, convênio de R$ 15 milhões para construção de uma ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) em Capivari.

Em 2005, o Governo do Estado de São Paulo criou o Programa “Água Limpa” em ação com a Secretaria Estadual de Saneamento e Recursos Hídricos, por meio do Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee) e a Secretaria Estadual da Saúde, executado em parcerias com autarquias e prefeituras.

O convênio permitirá a construção de 2,6 km de emissários, duas Estação Elevatória de Esgoto, 660 metros de linha de recalque e uma ETE moderna no bairro Jardim Elisa, que proporcionará o tratamento para a população e para mais 30 mil pessoas que residam na área central da cidade. “Por ser uma ETE modular, novos blocos poderão ser adicionados futuramente”, reforça o superintendente do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), José Luiz Cabral.

Ele observa, ainda, que Capivari “não está medindo esforços para tornar-se um município totalmente verde e azul, o que mostra o forte compromisso com o meio ambiente”. Com a conquista, Capivari elevará o tratamento de esgoto dos atuais 25% para 75%. E com a conclusão da ETE Castelani, que está com a obra em processo de licitação, o volume será elevado para 95% do esgoto tratado. “Para atingir 100% de esgoto tratado, dois bairros próximos ao centro estão com projetos em andamento”, explica Cabral.

O prefeito Rodrigo Abdala Proença (PPS) observa que, a cada R$ 1 investido em saneamento básico, o município gera uma economia de R$ 4 para a saúde pública. A obra custará mais de R$ 15 milhões aos cofres do Governo do Estado de São Paulo, sem contrapartida do município.